​​​​​
Unimed Natal
MINHA UNIMED

Previna-se contra a Dengue

28/02/2018 - 11h

  Saúde em pauta
Previna-se contra a Dengue

A dengue é uma doença causada por um vírus e transmitida pela picada do Aedes aegypti, mosquito que também é transmissor da febre amarela urbana, zika e chikungunya. As chuvas e altas temperaturas do verão são os principais fatores de risco para a reprodução e proliferação do mosquito. O combate ao Aedes aegypti ainda é a principal maneira de prevenir a doença.

Transmissão

A via de transmissão do vírus é a picada do mosquito Aedes aegypti. Porém há casos de transmissão vertical – da gestante para o bebê – e por transfusão de sangue.

Sintomas 

  • Febre alta com início súbito (39° a 40°C) e forte dor de cabeça
  • Dor por trás dos olhos, perda do paladar e apetite
  • Manchas e erupções na pele parecidas com as que ocorrem no sarampo
  • Náuseas, vômito e tontura
  • Cansaço, moleza, dor no corpo, ossos e articulações
  • Dor abdominal


Dengue hemorrágica

Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue clássica, com a diferença que, entre o terceiro e quarto dia, começam a aparecer sinais de hemorragias. O estado do paciente se agrava rapidamente, podendo chegar a insuficiência circulatória. Após o final do período febril surgem:

• Dores abdominais contínuas;
• Vômito persistente;
• Pele pálida, fria e úmida;
• Sangramento no nariz, boca e gengiva;
• Manchas vermelhas na pele;
• Sonolência, agitação e confusão mental;
• Sede e boca seca;
• Dificuldade respiratória;
• Queda da pressão arterial.
 

Vacina

Apesar de a primeira vacina contra a dengue estar disponível no Brasil desde 2016, em novembro de 2017, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) passou a não recomendar a vacina para pessoas que nunca tiveram contato com o vírus da dengue. Estudos preliminares identificaram que, nesses indivíduos, ocorreu um aumento do risco de exacerbação da doença, com aumento de casos de dengue grave e maior risco de hospitalização. Uma outra vacina, de dose única, está em fase final de testes no Instituto Butantan, mas ainda sem previsão de liberação. 

Contraindicação da vacinação
• Pessoas imunodeprimidas (com distúrbios de imununidade);
• Alergia grave a algum dos componentes da vacina;
• Gestantes;
• Mulheres em fase de amamentação;
• Indívíduos que nunca tiveram dengue.
 

Prevenção

• Não deixe água parada em pneus, baldes, garrafas, pratos de plantas ou qualquer outro recipiente;
• Cubra caixas d’água e piscinas;
• Instale telas em janelas e portas;
• Use roupas compridas e repelente nas áreas expostas.

 

 


Texto: Unimed do Brasil

Fonte: Ministério da Saúde/ Hospital Albert Einstein/ Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)

 


Voltar

Veja também estas notícias

Saúde em pauta
Sete formas de diminuir o estresse do cotidiano

Sete formas de diminuir o estresse do cotidiano

Em um mundo cada vez mais cheio de estímulos, o estresse é quase uma regra. A princípio, o estresse funciona de maneira benéfica, pois prepara o organismo para re...

Ler mais
Institucional
Encontro com os Aprendizes Unimed Natal

Encontro com os Aprendizes Unimed Natal

A Unimed Natal realizou, na última terça-feira (19), a última edição do Encontro com os Aprendizes em 2017, projeto desenvolvido pelo Núcleo de Gest...

Ler mais
Institucional
Unimed Natal lança novo edital de seleção para novos médicos cooperados

Unimed Natal lança novo edital de seleção para novos médicos cooperados

A Unimed Natal comunica que está recebendo inscrições para o processo de seleção de novos médicos cooperados, entre diversas especialidades. ...

Ler mais
Institucional
A Unimed Natal agora tem Whatsapp

A Unimed Natal agora tem Whatsapp

Marcar consultas, acompanhar suas autorizações, retirar sua segunda via de fatura ficaram tão fácil quanto enviar uma mensagem. Esses e outros serviços pas...

Ler mais

Atendimento via
WHATSAPP

(84) 98856-0530

Dúvidas? Tire-as aqui! Canais exclusivos para você tirar aquela dúvida sobre a UNIMED.